Como os Ovos São Classificados?

Como os Ovos São Classificados?

Como os ovos são classificados? Sabe aquelas coisas que as vezes pensamos do nada? Que nos bate uma curiosidade de entender como certos processos são feitos? Isso nos ocorre em vários momentos, as vezes coisas bobas do dia-a-dia, mas que ficamos pensando como acontece, de que forma, e certamente logo vamos ao google para tentar tirar aquela dúvida cruel que nos atormenta.

E hoje vamos procurar esclarecer uma destas dúvidas. Como os ovos são classificados, qual o processo até que ele chegue as prateleiras dos mercados, como são separados, como são embalados. Será que existe algum critério? Então vamos juntos fazer esta descoberta.

Maiores produtores de ovos do mundo

Creio que talvez não seja uma dúvida para muita gente qual país seja líder na produção mundial de ovos. Aliás basicamente hoje tudo vem da China. E é ela realmente a líder na produção. Sozinha a China representa 40% da produção mundial de ovos. Ela vem aumentando sua produção muito rapidamente ao longo dos últimos anos.

Na segunda posição vem os Estados Unidos, com uma fatia de 7% da produção global com um total de 5,6 milhões de toneladas anuais.

Na terceira posição com 5% da produção global, e 78,5 bilhões de ovos anuais está a Índia. Podemos observar que dentre os três principais produtores estão países com alta taxa populacional. Afinal alimentar uma população tão grande exige também uma grande produção alimentícia.

Na quarta e quinta posição respectivamente temos o Japão e o México, com produções globais correspondentes a 3,4% e 3%.

E para finalizar, na 6ª posição está o Brasil, com uma parcela da produção mundial de 3%, equivalente a produção mexicana. O país produz 39,5 bilhões de unidades anuais e os maiores estados produtores são São Paulo, Minas Gerais, Espirito Santo e Mato Grosso.

Como os ovos são classificados – Primeiros Processos

Os primeiros passos para a classificação dos ovos basicamente são testes realizados através da observação dos ovos. Verifica-se a qualidade, o tamanho e o peso. São divididos em três graus, A, B e C. Dependendo do país produtor possuem outras classificações, porém basicamente são regulados por estas características. Uns são usados para consumo e outros para a atividade comercial.

Mas como ocorre o processo de separação?

Inicialmente os ovos são lavados, posteriormente através da iluminação é feita a verificação do conteúdo interno do ovo. Isso é realizado passando o ovo por uma luz que permite que a casca seja vista internamente. São verificados neste processo as condições da casca, da clara e da gema em relação a rachaduras e bolsas de ar.

Obviamente em instalações mais modernas os processos são automatizados. Neste caso os ovos são verificados com o uso de som sônico, onde pequenas ondas sonoras batem no ovo num total de 16 vezes, objetivando detectar se o ovo possui rachaduras ou manchas na casca. Caso seja encontrado uma rachadura, este ovo é retirado da linha de produção e descartado, pois desta forma ele é considerado abaixo do padrão de consumo.

Quando ovo é aprovado no processo, ele segue na linha de produção onde mais tarde será dividido em diferentes graus na sequência do processo.

Classificando o ovo aprovado

Uma vez que o ovo é aprovado na primeira fase do processo, ele segue agora para a nova classificação. Neste momento ele é pesado, normalmente este processo é feito com os ovos já na caixa, e isso é realizado através de sensores instalados na linha de produção. São pesados praticamente 60 vezes no período de um segundo.

Classificando o ovo em graus

Grau A: Nesta classificação o ovo está em perfeitas condições. A casca contém rachaduras, está limpa e a gema possui o formato redondo, centrada em um branco firme e sem possuir bolsas de ar em seu interior. Estes tipos de ovos são enviados para o consumo alimentar.

Grau B: Neste nível de classificação o ovo não possui casca quebrada, porém admite-se que ele possua uma textura mais áspera. A gema não necessita ter um formato esférico perfeito e a clara pode ter um branco aguado. Este tipo de ovo é destinado a padarias ou para processamento de outros alimentos, como macarrão e maionese.

Grau C: Neste caso a casca do ovo pode ter micro rachaduras, uma gema solta e a parte da clara de cor branca e muito fina. Estes ovos são destinados empresas comerciais e serão utilizados como aditivos para produção de outros produtos.

Ovos com problemas, como são utilizados?

Na atual realidade mundial, desperdiçar alimentos não é algo que nos possa parecer natural. Por isso as empresas produtoras de ovos certamente possuem tecnologias para aproveitamento dos ovos de classificação mais baixa.

Mesmo durante o processo na linha de produção, pode haver a quebra de ovos e o seu furo, isso é algo natural para um produto tão delicado.

Quando isso ocorre, eles são adicionados ao conjunto de ovos do grupo C para serem utilizados em alimentos processados. Eles são automaticamente quebrados por máquinas e são pasteurizados.

Este processo de pasteurização ocorre com o aquecimento a uma temperatura muito alta, afim de eliminar bactérias e micro-organismos nocivos. Depois de realizado este processo os ovos são embalados de forma líquida, congelados ou em pó. Neste processo podem ser adicionados conservantes, aromatizantes e corantes antes da venda as empresas.

Exemplo de produtos que derivam deste processo são ração para animais e xampu.

Portanto de forma geral é desta forma que atualmente a indústria faz a separação dos ovos. A cada dia novas tecnologias surgem nas linhas de produção automatizando cada vez mais este processo.

Deixe um comentário sobre o texto: Como os ovos são classificados.

Leia Também:

Dieta do Ovo: Como Fazer, Como Funciona?

Luiz Claudio Garcia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *